Notícias

26/12/2018 - Notícia

Bolsonaro afirma que conterá desperdício de recursos

Foto: Roberto Jayme/Ascom/TSE

Como sempre enfatizou, Jair Bolsonaro acredita que o uso do dinheiro público precisa ser repensado. Na manhã desta quarta-feira (26), ele usou as redes sociais para falar sobre o compromisso de trabalhar pelo controle de concessões de recursos. 

“Em 2019 iniciaremos rígido controle de concessões. Há claro desperdício rotineiro de recursos, que podem ser aplicados em áreas essenciais. Este mês, num só dia, o Gerente de Responsabilidade Sociocultural de Furnas autorizou via Lei Rouanet R$ 7,3 milhões para 21 entidades”, ressaltou o presidente eleito, nas redes sociais. 

Bolsonaro não aprova o atual modelo de distribuição de recursos via Lei Rouanet, a norma que trata da disponibilização de repasses federais para projetos artísticos-culturais. 

Em setembro, durante campanha eleitoral, ele já havia comentado sobre o assunto, em seu Twitter. Como esclareceu, os benefícios continuariam sendo concedidos, mas, seriam destinados a artistas que não possuem uma boa estrutura. 

“Incentivos à cultura permanecerão, mas para artistas talentosos, que estão iniciando suas carreiras e não possuem estrutura. O que acabará são os milhões do dinheiro público financiando “famosos” sob falso argumento de incentivo cultural, mas que só compram apoio! Isso terá fim”, escreveu Jair, na época.