Notícias

08/10/2018 - Notícia

PSL bate recordes de votação nas eleições de 2018

O primeiro turno das eleições no Brasil entrou para a história do Partido Social Liberal. Além dos quase 50 milhões de votos recebidos por Jair Bolsonaro, na disputa à Presidência da República, o PSL saiu do pleito eleitoral com a segunda maior base partidária do Congresso Nacional.

Atualmente, a bancada do partido conta com apenas 8 representantes, todos deputados. Em 2019, no entanto, o PSL terá 52 das 513 cadeiras na Câmara e 4 das 81 vagas disponíveis no Senado, ultrapassando legendas tradicionais como MDB e PSDB.

Além dos eleitos para exercício de mandato em Brasília, outros 74 nomes foram escolhidos em seus Estados de origem para exercerem o cargo de deputado estadual.

Os candidatos do PSL com quantidade mais expressiva de votos, neste primeiro turno, foram Joyce Hasselmann, que obteve a segunda maior votação do país e foi a mulher mais votada para o cargo de deputada federal; Janaína Paschoal, que se tornou a deputada estadual mais votada do Brasil; e Eduardo Bolsonaro, que superou Enéas Carneiro e se firmou na primeira colocação entre os deputados federais mais votados da história política brasileira.

Concorrendo ao cargo de deputado federal, por São Paulo, o filho de Jair Bolsonaro alcançou a surpreendente marca de 1.843.735 votos, o que representa 8,74% do total de votos válidos do Estado.

A partir do ano que vem, Eduardo fará seu segundo mandato de deputado federal. Ele tem 34 anos, é advogado e policial federal.